28 de jan de 2014

As janelas da minha vida


Eu era só uma criança e não sabia nada da vida. Ouvi uma frase, dita por alguém que não lembro quem era, e que na hora nem entendi muito bem. O tempo passou e por acaso, em uma daquelas noites de insônia, acabei me lembrando e reparando o quanto aquela frase descrevia minha vida. Mas antes quero contar alguns fatos...

Quando eu era criança era muito insegura, um tanto estranho, digamos; Graças á isso sofria bullying e não tinha amigos, triste né? Lembro-me de varias vezes que chorei dentro do banheiro da escola e desejei recomeçar, desejei com todas minhas forças só uma chance de mudar aquilo. Eu gostava muito de escrever, era a única forma que eu me expressava, e graças a todo esse sofrimento, comecei a me aprimorar na escrita. Meses depois, pelo fato de não ter ninguém pra conversar, criei o blog. Eu tinha 11 anos de idade, lógico que não levava o blog á serio como levo hoje, mas amadureci – em alguns quesitos – muito graças ao blog, e graças a ele também fui percebendo que o problema não era eu, e que varias pessoas também passavam pelo mesmo. Meses depois me mudei de cidade.

Eu tinha 12 anos, usava calça jeans e all star direto, e andava quase sempre acompanhada de garotas sínicas e sofrendo por garotos imaturos. Um desses garotos foi meu primeiro namoradinho, eu se quer sabia direito o que era namorar, era um garoto do colégio que estudava no turno oposto do meu, e eu achava que ele era maduro o suficiente só por ser alguns poucos aninhos mais velho. Eu tava na sexta serie, em um colégio publico – péssimo, alias – e rejeitei ir para um particular no ano seguinte por causa dele. Na primeira semana de aula “terminamos”.

Aos 13 anos de idade conheci uma garota muito sínica, que durante um bom tempo se fez de minha melhor amiga, embora eu tenha me decepcionado muito com ela, aprendi a não me apegar e não confiar totalmente em amizades.

Aos 14 anos de idade, nesse mesmo colégio, fui roubada, levaram o celular e a carteira. Sai de lá no final de março, embora fosse inicio do ano, não tinha mais vagas nos colégios pertos, fiquei um bom tempo sem estudar, e depois fui estudar fora, em um internato.

Graças a esse internato tive que namorar a distancia com meu ex (na época namorado) e graças a isso nos conhecemos muito melhor, conversamos muito mais e percebi o quanto ele não tinha nada haver comigo e que não daríamos certo. Lá convivi com pessoas de diversas culturas, e comecei a sonhar alto, a querer muito mais do que ficar aturando crises de ciúmes de um namorado qualquer, casar e ter filhos cedo, e viver a vida inteira no interior. Hoje em dia só pensar nisso já me deixa assustada.

Agora, vamos voltar um pouco no passado...

Se eu não tivesse sofrido bullying não teria me superado, se quer saberia como é boa a sensação de se superar e não teria criado o blog. Se eu tivesse mudado de colégio, não teria sido roubada e conseqüentemente saído de lá e ido para um dez vezes melhor do que o particular que eu iria.  Se eu não tivesse tido amigas falsas e namorados babacas, não teria amadurecido, estaria a mesma boba ingênua de sempre, e o pior: não só não vendo a maldade dessas pessoas como achando que preciso delas.

Quase sempre é assim, quando acontece algo ruim, logo acontece algo bom. E se não acontece, pelo menos fico mais esperta da próxima vez. Até porque nada na vida é em vão.

Vejo muita gente, como dizem, chorando pelo leite derramado; Até entendo que tem vezes que acontecem certas coisas que nos dá uma enorme vontade de nos auto esbofetear kk Mas eu creio que nada na vida acontece por acaso, só que nem sempre esse acaso é bom de imediato, às vezes ele machuca, mas depois cura a ferida e nos deixa muito melhor do que antes.

Como eu já escrevi em outro texto, nem sempre a grama do vizinho é mais verde, às vezes é apenas mais maquiada mesmo – literalmente falando, lógico. Nem sempre tudo é tão fácil quanto parece ser. É fácil me ver na rua, bem arrumada, quase sempre sorridente, de bem com a vida, e pensar que não mereço o que tenho, difícil é passar pelo que passei, é chegar aonde cheguei da forma que eu cheguei. As pessoas esquecem que todos têm um passado, inclusive eu, e sinceramente, por mais que eu tenha sofrido na maior parte desse passado, não o trocaria por nenhum outro passado aparentemente feliz. Sou o que sou graças a muitas lagrimas derramada.

Literalmente falando, já derramei leite várias vezes, e também varias vezes, fiquei triste por esse leite derramado, mas logo em seguida ganhei um litro inteiro do mesmo – sendo que tinha derramado apenas uma caneca. Essa é uma forma de descrever a vida. Lógico que nem sempre tudo é por acaso, existe coincidências, existem pessoas que passam pela nossa vida sem nos acrescentar nada, existem lágrimas em vão... Existem; Da mesma forma que existem coisas que acontecem de bom sem esperarmos aquilo. A vida é assim mesmo, estamos andando, caímos, e de repente levantamos e corremos rápido como nunca – novamente, literalmente falando. Um curativo não cura totalmente uma ferida, no caso de um band-aid, por exemplo, apenas tapa e evita que ela pegue micróbios e fique pior. Quando você cair, a escolha é sua se quer continuar ali no chão, indefesa, expondo seus problemas para todos, se sentindo a pessoa mais infeliz do mundo, ou se quer colocar um band-aid na ferida, e mesmo que ela não saia de imediato, se levantar e seguir em frente.

Eu caí. Fiquei durante bastante tempo no chão, admito. Mas levantei mais forte como nunca, botei um sorriso no rosto, mesmo que não tão sincero, e continuei a andar. Quando menos percebi, a ferida não estava mais ali, não aparente pelo menos, e o meu sorriso já era sincero. Cai algumas outras vezes, como todos, mas continuei andando. Coisas ruins aconteceram, e coisas ótimas também. A vida é assim, prega peças.

Sabe que frase eu ouvi? 

“Quando uma janela se fecha, uma porta se abre”.

30 comentários:

  1. Adorei o seu texto!
    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi querida, muito obrigada, fico feliz que tenhas gostado :)

      Excluir
  2. que inspirador,arrasou amiga!
    www.karen-in-wonderland.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi linda, muito obrigada, fico feliz que tenhas gostado :)

      Excluir
  3. Amei amei amei mesmo esse texto, adorei saber sobre as coisas que você já passou, e sabe a forma de pensar que você tem hoje? Parece muito com a lição de Pollyanna, o jogo do contente , não sei se já ouviu falar mas enfim!
    Parabéns por ter superado e espero que supere sempre!!
    Beijos!

    http://opiniao---propria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito obrigada, querida, fico muuuito feliz que tenhas gostado :D
      não conheço não, mas vou dar uma pesquisada pra saber mais.

      Excluir
  4. Oi Gabriela!

    Belo texto! É isso aí... cada um tem a sua história!

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi querida, obrigada, fico feliz que tenhas gostado :)

      Excluir
  5. Que texto lindo, adorei.
    Beijos
    blogdabellas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, linda, fico feliz que tenhas gostado :)

      Excluir
  6. Nossa que história, muitas vezes nem imaginamos o passado
    de alguém e a pessoa deve ter passando por muitos obstáculos na vida.
    Que bom que você hoje ver que cada momento que você passou você tirou
    uma lição de vida, te admiro por isso, beijos!
    www.mahmaquiagens.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei, bjs

    Poste novo no blog, gelinho de detox (:
    http://bit.ly/1e5snGf
    http://www.facebook.com/one1forall
    @1_forall

    ResponderExcluir
  8. Amei o texto, você escreve super bem!

    Bjs...

    nandaaflordapele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gabriela! que texto mais lindo, Não foi nada fácil passar por td isso né?
    Mas a vida é assim mesmo, tem seus altos e baixos e Deus sabe de todas as coisas.
    Quando eu era criança, era cercada de amigas legais e sempre tive muitas
    E muitas meninas queriam ter amizade comigo não sei pq
    mas com o passar do tempo as coisas mudam, as pessoas mudam
    e hoje com 22 anos me sinto só. Não tenho mais amigas nem aqui onde moro e muito menos na igreija. Me decepcionei muito com elas e com a vida
    Hoje me sinto uma pessoa triste por não ter em quem confiar mas sei que Deus estará sempre do meu e do seu lado.

    Um enorme beijo e obrigada por seguir meu blog Lila's Fashion
    seja bem vinda.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. texto lindo

    Bjuuu
    Juliana Medeiros
    umabonecamasnaodeporcelana.blogspot.com.br
    facebook.com/UmaBonecaMasNaoDePorcelana

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, amei demais ♥
    Obrigada pela visita.

    tudodiferentecomsamaralima.blogspot.com.br/
    Instagram: @samaralima_03

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Adorei!!

    Estou te seguindo.
    Blog: http://www.papodemeninasaer.com/
    Tá rolando um super SORTEIO, vai perder?!: http://www.papodemeninasaer.com/2014/01/sorteio-ofertas-da-semana-da-loja-tudo.html

    ResponderExcluir
  13. adooooorei gabi, chará haha
    beijos

    http://gabieomundosecreto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. adorei seu texto!!
    entendo perfeitamente você!
    e já me disseram muito essa última frase do post!
    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi linda, adorei o texto! Bem inspirador (:
    Já estou seguindo você!
    Beijoos :D

    ResponderExcluir
  16. Nossa passar por aqui hj e ler o seu texto,me fez recordar da minha adolescência e tudo com o que realmente sonhava... e pelas dificuldades e rejeições que passei, pelas experiências horríveis com namorados imaturos...Realmente cada tombo na vida nos faz levantar mais forte e mais sábio.Você escreve muito bem...Seguindo vc!!!bjos

    ResponderExcluir
  17. Nossa adorei o texto, seguindo de volta.
    Obrigado pela visita !
    www.blogsdegirl.blogspot.com.br
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Linda!
    Que texto lindo! Parabéns!
    Estou seguindo aqui e quero agradecer por sua vista lá no blog. Bem-vinda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Amiga boa tarde texto maravilhoso é super espirador amei.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adorei o texto O.O
    Lindinho
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Nossa, que texto legal!!! Parabéns!
    Bjs


    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
  22. Linda, tenho uma história mt parecida com a sua...
    qnd saiu do colégio qnd tinha 14 anos ficou qnt tempo s estudar? bjos

    ResponderExcluir