13 de abr de 2012

'fala-gabi' Erratas da vida


Naquela rua não havia movimento algum, a maioria das pessoas estava em casa ou em algum outro lugar, o que me dava mais liberdade para andar livremente e refletir. A cada passo que eu dava, a cada piscar de olhos, cada vez que inspirava e expirava o ar, a cada gesto automático e a cada segundo que se passava eu me sentia cada vez mais confusa. Literalmente, eu estava triste e feliz ao mesmo tempo. Eu podia chorar ou sorrir. Eu podia dizer que odeio minha vida ou sair saltitando de felicidade por ai. Eu podia ter o humor que gostaria aquele dia... Se eu descobrisse o que sentia, é claro. Na noite anterior, em resultado a uma insônia das piores, ao levantar com pés descalços, andar silenciosamente e lentamente pela casa, me direcionar a cozinha e preparar um chá com biscoitinhos, enquanto me entreteria com nada menos que nada, comecei a pensar na vida, na minha vida...   Eu não sou uma pessoa que se pode dizer que nunca errou, até porque se alguém resolvesse procurar alguém assim, e que este procurador começasse cedo a busca é morresse aos cem anos de idade, nunca encontraria alguém assim. Também não sou um ser errante, alguém que comete um erro atrás do outro, por que novamente, não existe ninguém assim. Existem pessoas que não erram tanto, que cometem erros banais... Existe, por outro lado, pessoas que cometem bastantes erros e muitos deles perigoso. Mas primeiramente, eu me fiz para mim mesma a pergunta “O que significa errar?”, mas até hoje não achei a resposta. Uns dizem que errar é calcular algo errado, consequentemente tirar nota zero na prova de matemática; Outros dizem que errar é se envolver com a pessoa errada, consequentemente sofrer; Outros dizem que errar é mais grave que ambas as coisas, que errar é fazer algo que nos arrependeríamos até o nosso ultimo instante de vida. Será mesmo? Você pode fazer tudo “certo” e mesmo assim errar, você pode, por exemplo, desperdiçar uma oportunidade com medo de errar, você pode deixar de ter boas lembranças com medo de errar, você pode nunca aprender nada da vida pelo fato de esquecer-se de viver pelo medo de errar. Não me interpretem mal, não estou, de forma alguma, querendo dizer que nós precisamos errar pra aprender, embora não exista nenhum manual de como viver, deixando de lado claro, alguns livros de auto-ajuda que não ensinam nada e só servem para tirar um pouco do tédio; Mas não precisamos de manual algum, eu sei que nem sempre sabemos o que é certo fazer, e acabamos fazendo algo errado que achávamos que era o certo a fazer, mas mesmo se existisse um manual, ele não saberia de nada, não teria soluções neste tão gracioso livro, porque quem escreveu não estaria dentro de você pra saber o que você realmente sente, pensa, quer. A vida é mais que erros e acertos, a vida não é feita pra ser julgada e viver de arrependimentos, a vida é feita pra pensar, agir, errar, sofrer, chorar, se arrepender, ficar bem novamente, sorrir, ser feliz e principalmente, parar de temer e viver.   

7 comentários:

  1. A vida é para ser vivida, para quem sabe viver, para quem deixa as oportunidades escaparem, para aqueles que tem medo, para os que aproveitam, enfim, vida é vida e vamos vivendo, passo a passo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente, mas não dá pra deixar de "viver" né ^^ se não fica monótona, chata a vida :-/

      Excluir
  2. lindooona (:
    amei tudo aqui .
    to te seguindo !

    http://efeitodacor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigadaa :-D e mais um obrigada, um pelo "lindona" e outro por seguir kk

      Excluir